Abstância

« Back to Glossary Index

29/11/2012 Abstância advém do fenômeno de selisão, quando os empuxos gravitacionais expelidos de éfler para a natureza física fazem surgir espontaneamente os chamados anti-elétrons, férmions, quarks, estruturas, partículas estudadas pela física humana.

29/11/2012 a expressão ‘abstância’ refere-se a uma espécie de consequência atemporal e aespacial – o que em si é um paradoxo para a compreensão linear –, fazendo alusão à expressão ‘substância’ no horizonte físico.[…] [através d]o fenômeno de selisão, abstâncias são criadas, fazendo surgir por fluxos gravitacionais, fótons, elétrons, férmions, neutrinos, na linguagem da ciência humana, e expondo de forma geral.[…] As abstâncias confluem-se organicamente na expressão dos fílens, agindo-se tanto fisicamente em sua estrutura básica eletromagnética sub-atômica, quanto na soma, seus comportamentos, vitalizando a estrutura orgânica em suas buscas ressonantes selidentes. Os fluxos gravitacionais de abstâncias resultam-se vetorialmente sob a estrutura orgânica física, em consonância com o seu auto-reconhecimento existencial. A capacidade de saber de si, engendrada como pensamento, como sensação corporal, como sentido afetivo, como sentido sensorial, dotado de habilidades complexas, de análise e auto-estruturação psíquica, guardando-se de forma autônoma, mas ampliando-se para além do automatismo orgânico, em busca de sua consciência.

« Back to Glossary Index