Encontro Semanal

Fontes virtuosas

 

Paz e Amor.

Escolhemos, para iniciar, abordar sobre a virtude, mas algo específico, por exemplo, como encontrar as fontes virtuosas, como reconhecê-las. Temos dois exemplos iniciais que há anos transmitimos como algo que exercite enxergar a vida a partir de sua simplicidade. A primeira luz, que é aproveitar todos os instantes de insegurança e negatividade para inverter, num primeiro momento, o sentido negativo para positivo. Por exemplo, ao acordar, pense, antes de qualquer coisa, algo positivo, algo virtuoso, algo verdadeiramente bom, que possa lhe trazer, em um primeiro momento do dia, uma força construtiva. Neste caso especificamente, terá alguma dificuldade se a sua mente já acorda pensando nos problemas. A primeira luz é apenas um toque em si próprio, para inverter o sentido destrutivo dos pensamentos negativos. Depois que conseguir falar para si, ou sentir ou exercitar a primeira luz, digamos que as outras luzes podem ser todas negativas. Não há o mesmo efeito, pois o exercício traz para o ser a força de confiança, se conseguires realizar a tarefa. Muitas situações foram exemplificadas, como ao cruzar com uma pessoa que lhe é antipática, exercite a primeira luz, pensando algo realmente profundamente positivo, mas especialmente, quando as situações forem ao acaso. Quando olhares em uma emissora de TV mensagens negativas, não se assuste, inverta o sentido de compreender a negatividade sob o ponto de vista da primeira luz. Depois, pode ouvir todas as atrocidades, porque o seu ser terá outra perspectiva. A primeira luz é uma fonte virtuosa. O amor é uma fonte virtuosa. O sentimento de cooperação é uma fonte virtuosa no sentimento. Sentir-se bem diante da vida é uma fonte virtuosa do sentido que a vida pode lhe ter. As fontes virtuosas, citando o outro exemplo, o exemplo das pequenas certezas, também exercitam encontrar e compreender as fontes virtuosas. O exercício das pequenas certezas consiste em trabalhar no âmbito da memória, trazendo para a consciência o nível de consciência que tens para aquelas coisas que, no cotidiano, aprensentam-se como pequenas. Por exemplo, abrir uma porta, pegar um copo d‘água. Fazer coisas que estão muitbo bem exercitadas, e que, portanto, não lhe traz dúvida. As pequenas certezas, quando são flagradas em sua consciência, lhe dão um exemplo de como você consegue confiar em si mesm@. A forma de encontrar e se utilizar mentalmente da experiência corporal, chamamos a isso de ICON. Icons são associações mentais relacionadas a habilidades virtuosas, trazendo benefícios diversos para a construção de uma mente auto-confiante. As fontes virtuosas existem em todo o espectro da existência, tanto no âmbito físico, quanto em outros âmbitos, como emocional, mental, conceitual, fisiológico, afetivo, etc. A virtude é a capacidade de trazer para si e para outros, propriedades construtivas e positivas, por exemplo, em relação a universos controversos. Algumas pessoas têm muita sorte. A sorte é uma virtude, e há fontes dessa virtude. Muitas vezes, a sorte é uma determinada materialidade, mas, outras vezes, é a capacidade de continuar, às vezes em situações extremas, como em um acidente. A virtude pode ser encontrada, reconhecida, exercitada, porque está em você. Você pode perceber e encontrar a virtude em sua fonte, como a saúde, e pode encontrar a virtude do equilíbrio. Mas, há algumas condições para que o ser humano, banhado mais na experiência da negatividade, precisa considerar. Iniciaremos com dois aspectos simples e poderosos. O primeiro é a confiança. A confiança é uma fonte inesgotável de sincronicidade, pois ela faz surgir e selidir a força de todas as forças. A segunda é a abertura para a felicidade. Ao confiar e abrir-se para a felicidade, muitas fontes virtuosas começarão a ser reconhecidas com naturalidade. A fonte virtuosa mais poderosa chama-se amor. E é por onde se pode começar a reconhecer em seu coração, mas recriando, reconhecendo, restabelecendo, reforçando, construindo, ou revisitando a relação entre o coração e a sua mente. Reconheça o amor por meio da confiança. Transfira para a sua concepção de vida, a possibilidade de ser feliz. Às vezes, a felicidade é eterna. Em outras situações, ela dura um micro-segundo, o suficiente para mudar a sua vida. Buscaremos ao longo desta fase, uma associação entre aquilo que vimos falando sobre as questões da mente, mas trazendo o quanto possível, para uns e para outros, também para aquele que esteja se buscando, relacionar-se com a vida, construindo em si mesmo as suas pontes, as suas estacas, a sua própria forma de perceber as fontes virtuosas, para que possa também transferi-la para outros. O amor é uma fonte incondicional, capaz de perpassar todas as dimensões, todas as formas distintas de exitir. Paz e Amor. Paz e Amor. Agradecemos.

Grupo: Nos lembrando de todas essas fontes, me lembrei de xxx, passando por um processo que vem se estendendo, problema de saúde, mas com evidência de questões emocionais. A religiosidade dela, eu percebo que não está ajudando muito. Poderia mandar uma mensagem para ela?

NA: Perfeitamente. Paz e Amor. “Cara irmã, trago a sua própria luz, que pode ser sentida e percebida em suas mãos. O que está em suas mãos é uma fonte de luz que parte da sua fé. Independetemente de qual é a sua fé, está em suas mãos crer. Não há como transferir a fé para outros, enquanto você mesma não crer nem em si nem em sua própria fé. Esta luz é a fé. A fé ‘remove montanhas’. Sinta a sua luz, sem duvidar nem um pouco da sua habilidade de crer. Qualquer transformação necessária lhe chegará, seja pela via de Jesus Cristo, seja pela via da sua fé em Jesus Cristo. Seja pela fé que é o sentido de crer. A fé irá atuar como necessita. Confie em si mesma. Abra as suas mãos e sinta a sua luz, a luz da sua fé”. Paz e Amor.

Grupo: Gratidão.

 

*** Atendimentos ***

NA: Paz e Amor.

Grupo: NA, xxx quer uma mensagem, está formando, querendo uma orientação. Falo de vocês para ela, ela pediu se podia pedir mensagem.

NA: Qual é a intenção dela?

Grupo: Ela está se formando, tem ideias, uma orientação, se for possível.

NA: “Cara irmã, há muitos ciclos na vida. Os ciclos têm começo, meio, meio do meio, a segunda metade, e o final. E começa tudo de novo. Cada ciclo te prepara, te ensina e lhe ajuda a descobrir, a descobrir o próximo, ou a compreender o passado. Tente perceber onde está a sua virtude. Primeiro, confie. Depois, perceba que é possível ser feliz, pois a felicidade encontra-se exatamente em suas decisões. E, por causa disso, poderá descobrir muitas fontes de muitas virtudes. Confie. Sinta. Mentalize, aja, escolha. Corra atrás. Pense. Dialogue com as pessoas. Observe, inclua no seu sentido, no seu pensamento, a possibilidade de ser feliz”. Paz e Amor. Paz e Amor. Agradecemos.

Ao continuarmos, iremos estabelecendo conexões entre aquilo que és para si mesmo e aquilo que pode ser tornar para os outros. Escolha ser uma fonte virtuosa. Irá experimentar em suas transformações, em seus pesos nos ombros, revigorando em sua essência e se transformando em sementes esvoaçantes. Confie. Ame. Descubra, sinta, seja você. Ame, confie, incondicionalmente no amor. Agradecemos, Paz e Amor. Paz e Amor. As águas estão energizadas. Paz e Amor.