Encontro Semanal

O lugar do silêncio

.

Paz e Amor.

.

Muitas vezes, é preciso silenciar as ações mentais em trânsito com o corpo, criando preocupações, dependências, inseguranças, causando ansiedades e estimulando a impaciência. O silêncio estimula a mente tanto quanto a informação, porque foca diferentemente a inteligência, a memória, as impressões e a própria consciência. Quanto tempo de silêncio se faz cotidianamente? Por que motivo? Aprender a fazer silêncio é aprender a descobrir a si. No mesmo grupo de informações sobre a exociência, veremos que o silêncio, no âmbito da consciência, pode aproximar a consciência da exociência. Veremos que o silêncio dilui melhor os líquidos do corpo, dilui os fluxos de energia que tendem a criar nós de ressonância, sendo aspectos de boúges, de lasmas, e flasmas. O silêncio pode melhorar os fluxos endócrinos, aumentar as resistências orgânicas, pode curar, pode ajudar a crer em si, pode clarear aquilo que está tumultuado, pode ajudar a resolver problemas. O silêncio aproxima. O silêncio distancia. O silêncio oculta ou revela. O silêncio é mais. O silêncio é tanto quanto o som. Aprender a silenciar é aprender a lidar consigo. Aprender a silenciar é aprender a controlar a mente, os fluxos mentais, as insubordinações mentais. O silêncio ajuda a aproximar a humildade da ação volitiva. Quanto de silêncio você consegue cotidianamente? Você busca o silêncio? O que é o silêncio? Não é apenas uma reflexão. Pode ser uma forma de ser, pode ser uma forma de se movimentar, sem que seja percebido, ou que seja totalmente percebido. O silêncio pode controlar. O silêncio pode ser controle. Pode ser ausência ou segurança. Inclua momentos de silêncio em sua vida. Momentos pontuais, sem som, apenas com o som do próprio corpo. Deixe o som ambiental transcender. Deixe a realidade se dissolver. O silêncio pode transformar a sua saúde. Dois segundos de silêncio transformados. O que significa estar em silêncio? Sinta, pense, deixe fluir. Se as palavras significam através dos sons, também significam através dos seus silêncios. Pensem sobre o silêncio. Não é algo à toa. É algo que precisa ter mais importância em sua vida. Paz e Amor. Paz e Amor.

É preciso dizer que muitas vezes trazemos coisas estranhas para a mente de vocês, que talvez possam ser compreendidas e de alguma forma ajudá-los, cada um a seu modo. Mas, o mais importante é conseguirmos que as ações de vocês para si possam criar novas formas de entender a si e aos outros. Às vezes, as coisas mais exóticas criam interrogações estranhas, desconectadas de uma “realidade”. Às vezes, soltas, como um filme de ficção; às vezes, como um fenômeno de uma vida cheia de perturbações ou de possibilidades, mas, com uma variável temporal que traz aos instantes possibilidades reais em cada um. Às vezes, é preciso olhar a si sem esquecer de olhar os outros. A humanidade precisa que uns olhem para outros no seu silêncio, na sua interrogação. E que não transfira para um alguém incógnito, incapaz de fazer alguma coisa. Não se pergunte o que é preciso fazer. Faça por si e por outros que puder. É preciso, porque a humanidade precisa. Se a humanidade precisa, você precisa. Não é apenas uma relação direta, mas algo que sai das interrogações. Por que? Por que tanta dor, tanto sofrimento? Por que a felicidade não se generaliza? Por que a luz do amor não se impõe? Pois, ela não é mais forte? Pois, ela precisa exalçar do seu próprio coração. Toda forma de se concluir alguma coisa para a vida, tanto tem uma compreensão complexa, quanto se torna complexa, para ser compreendida. Espere a sua confiança a cada momento encontrar a sua inteligência, a sua perspicácia, a sua alegria, a sua vontade. E, no seu silêncio, decida, não prometa, apenas decida. Não é uma decisão verbal, uma decisão lógica. Talvez nem seja uma decisão. Apenas um ponto na sua consciência. Confie em si. Aceite-se. Revele-se para si.

Grupo: NA, queria agradecer por essas palavras,

NA: Igualmente agradecemos,

Grupo: Acho que os caminhos que a gente vem andando são muito transformadores e, às vezes, difíceis, mas transformadores e levam a gente para caminhos sempre muito bons, reveladores, e eu agradeço por isso.

NA: São reveladores para nós também. A busca de cada um é o significado que cada um pode dar ao seu caminho. E, certamente, há muitos fatores que desviam estes caminhos de maneira que cada um deve perceber o seu próprio desvio, construindo a sua própria consciência. Não é uma ação simples porque não há simplicidade nas questões humanas. Mas, a simplicidade é ser quem você é. E, ao fazer isso, encontra-se consigo, uma forma de existir. Saber, ter consciência, adquirir o sentimento, aceitar a si, são propriedades da essência humana, por isso são possíveis. Não intentamos trazer informações não humanas para torná-los diferentes do que são. Mas, para ajudá-los, simplesmente, a confiar em si. Apenas isso. As transformações virão na medida em que cada um encontre a si. Aquele que encontra a si, encontra também aos outros, encontra a sua vida, o seu significado. Mas, se dispersa, então perde a sua memória, perde a sua ação. E continua condicionado, digamos, normal, na sequência de viver o que se tem para viver, diante de qualquer situação, quando se não confia em si, tanto faz o que vai acontecer, desde que não se esteja envolvido. Mas, a consciência se soma, umas com as outras, e vão seguindo também os seus próprios rumos, ou melhor, as suas próprias formas.

Grupo: Recebi duas manifestações de pessoas muitas queridas, duas que estavam distanciadas. Fiquei muito emocionado, feliz com essas manifestações, e queria tentar entender de onde vieram, o que motivou a iniciativa, isso me deixou um pouco curioso, de onde veio. Estou fazendo um trabalho com pessoa muito querida sobre isso. E queria ouvir um pouco sobre isso, se possível.

NA: Curiosamente, ou seja, é digno de curiosidade que o tecido mental humano especificamente não está restrito à sua condição física, mas se estende além do horizonte de sua consciência. Enquanto os sentimentos circularem pelo corpo e vivenciarem a dor no coração, a mente se subjuga, a consciência se apaga. Mas, o trânsito desses fluxos fica retido e vai se acumulando em várias estruturas do corpo, como as gorduras – não querendo dizer que as pessoas cheinhas estejam vivenciando essa situação – mas, as mágoas são pegajosas e elas precisam de uma decisão limpa da consciência de perdão. Perdoar exige que se limpe o orgulho. Limpar o orgulho exige que se desapegue para perdoar. O perdão não é apenas pois uma mensagem cristã. Muito mais além, é a limpeza da alma. Aquele que guarda as suas mágoas, as mantém como boúges, lasmas, agregadas ao corpo, e pendentes pelo espaço energético. Elas podem se soltar e impregnar outros. Então, desta forma, os magoados são impregnados de mágoas suas e de outros. Quando se perdoa, as mágoas se dissolvem, perdem a cola, murcham, secam, viram pó, desaparecem. Quando se pensa em corrigir a si, quando se faz algo para melhorar a si, toda espécie de energia tende a ser reativa às mudanças de cada um. Quando se “limpa” como símbolo do seu ser isento, ele se torna isento. Não se quer dizer santo, pois talvez o santo possa não ser limpo. Mas, livre para o amor, livre para a sua confiança em si, livre para o seu altruísmo, livre para a sua sinceridade, livre para a sua vida, para a sua consciência. Não é preciso compreender porque o sorriso vem. Não é preciso compreender por que a felicidade começa a desenhar em sua frente. Humildemente, apenas a receba. Quando se elabora a complexidade dos sentimentos de mágoa, de inveja, de vaidade, o que se espera é aquilo que o espelho mostra simplesmente. Paz e Amor.

—— mensagens e agradecimentos ——

—— mensagens e agradecimentos ——

Grupo: NA, o xxxx aguçou nossa curiosidade sobre a palavra vida. Vocês lembram?

NA: Certamente, lembramos mas, certamente, esperamos que vocês descubram.

—— mensagens e agradecimentos ——

—— mensagens e agradecimentos ——

NA:  Igualmente agradecemos a acolhida e a todos. Pensemos que no caminhar de cada um, sempre há situações que de alguma forma trazem algum stress, ou inseguranças. Então, é preciso que se tenha uma mente que a cada dia enfrente o negativo. Enfrentar o negativo é conseguir impor o seu positivo. Confie em sua luz de amor. Traga para a sua vida prática soluções que a sua confiança esteja apta para dizer: eu confio em mim. É preciso redescobrir o valor das questões negativas na sua experiência de viver a vida. Muitas vezes, elas impõem a você uma forma de ser que o ajuda a se negar. Então, olhe para si através de uma concepção incondicional do amor. Compreenda-se de maneira que tenha as suas soluções de forma iluminadas. Olhe para si com ternura. Olhe para si e sinta que o amor está em seu ser e apesar de todos os pesares, você se ama. Não é preciso marcar as contas negativas. É preciso aumentar o poder criativo do amor. Pois, tudo se transforma quando você confia em sua essência amorosa. Confie em si. Paz e Amor. Paz e Amor. Agradecemos. As águas estão energizadas. Paz e Amor.