Paz e Amor.

A mente humana incroniza-se no corpo que promove ressonâncias e distribui campos de energia e referência para todas as instâncias de tempo e de movimento; de movimento e de definição de áreas corporais orgânicas, supra-orgânicas, mentais, etc.. O organismo físico, assim como o universo bariônico, quase tudo é efêmero. E, ainda assim, pode durar uma eternidade. Os circuitos de tempo, de sincronismo, de sincronicidade, de incronicidade, ou incronização, revela que tudo é passageiro. O tempo cria muitos níveis de instabilidade existencial porque depende de inúmeros fatores estarem coincidentes e inter-relacionados. O que é e está aqui pode se modificar apenas pelo movimento, mas as maiores modificações não são reveladas nos objetos físicos, mas nas referências não físicas que intercambiam valores de paridade para que se equiparem sob o risco de uma deterioração temporal, isto é, de o tempo se desmanchar ou decronizar. Mesmo que se esteja, como é o caso do ambiente terrestre, em áreas físicas um tanto mais estáveis, não quer dizer que tais transformações não estejam acontecendo. Na matéria bariônica, interligada pelos níveis de energia, que mantêm nêutrons, prótons e elétrons subjugados à chamada força forte, e às forças fraca e eletromagnética, além dos campos gravitacionais, tudo vibra, tudo se equipara e pode ser transformado. Os processos da vida expressos em dimensões diversas, carregam experiências dimensionais e sofisticados sistemas de intercâmbio que gerem referências específicas, de certo modo, controlando as instabilidades dos sistemas. O interesse nessas questões ainda vagueia por horizontes, pelos horizontes da estupidez. É importante ressaltar que todos os seres humanos, que todas as pessoas comuns revelam para si diferentes parâmetros dimensionais, tanto a partir de sua própria experiência corporal, quanto a partir dos resultados que a experiência mental-corporal proporciona, especialmente, considerando-se que as variações não são tão fora de um parâmetro de compartilhamento consciencial. E este é um dos aspectos mais efêmeros das questões mentais e de suas transformações. A sua mente, a sua memória, o seu corpo, o seu sentimento, as relações inter-orgânicas, as relações entre as pessoas, elas têm um tempo específico para durarem, para se transformarem, para obedecerem a padrões que também se deterioram. Pois, toda a existência física é efêmera. Ela não se constitui por muito tempo. Ela se transforma a todo momento. E isso altera de forma substancial tudo que você pode ser para você mesm@, ou com você. Entender que esses fatores modificam as relações temporais, nos serve de referência para demonstrar que outras dimensões, como Ídar, são menos instáveis, apesar de mais sujeitas às variações em trânsito, de vibrações gravitacionais, como já citado por nós. As relações mente-organismo que existem em vocês, se transformam cotidianamente, se transformam a todo momento, a todo segundo. Mas, os parâmetros constituídos da memória para o orgânico físico, exalçam variações bem maiores nas dimensões físicas, não idáricas, do que as variações de tempo das transferências transdutorizadas de memória entre Ídar e Éfler. Há muito mais estabilidade em Éfler, do que nas dimensões físicas bariônicas. Então, as transferências de memória de Ídar, além de serem instantâneas, elas são duradouras, ou porque não dizer, praticamente perenes. Mas, o organismo físico se desenvolve com arquiteturas bioquímicas, eletro-bioquímicas, eletromagnético-bioquímicas, que fazem uma interface, utilizando-se de sistemas de informação. Tais informações são comparadas e transferidas de toda sorte, por sistemas de memória especificamente interativos, como são os códigos genéticos, ou as estruturas de proteína, desenvolvidas para formatar o sistema. E todas as engenhocas físicas são sustentadas por usinas, microusinas mitocondriais de energia, que se somam ATP por ATP, para se fazerem transferíveis, e gerarem ressonância para interagir com os sistemas de paridade de Ídar. A importância de todos esses sistemas é evidente. Pois, nada mais do que reduzir a influência e a deterioração daquilo que é efêmero. A dinâmica interativa sobrepõe a deterioração orgânica, e esses fatores menos perenes são aqueles que se projetam da efemeridade para a eternidade. Pois, se transfere de um para outro e para muito mais. A existência não é só aquilo que se vê, a grosso modo, no espelho. É algo que está sendo construído por sua essência, muitas vezes sem que você mesmo se aperceba disso. E, por isso, as referências de confiança se tornam vultuosas para o desenvolvimento de habilidades e de alcances conscienciais, porque conseguem ampliar as suas interatividades. O amor é a referência de paridade mais construtiva que se pode conhecer e, por isso, impulsiona a existência da vida, como parâmetro daquilo que se torna consciente ou insciente de si. Agradecemos. Paz e Amor.

Agradecimentos por mais um encontro.

NA: Igualmente agradecemos a acolhida e a presença de todos.

Grupo: A gente consegue acessar Ídar? A memória que está em Ídar? Ou isso é feito inconscientemente?

NA: É feito conscientemente porque você busca a memória. Ela não vem aleatoriamente. Ela é encontrada. Entretanto, você não pode acompanhar fisicamente algo que não é tão físico, proporcionalmente.

Grupo: mas, ela vem.

NA: Ela vem, você não lembra?

Grupo: Sim. Aqueles exercícios que nosso outro amigo deu do triângulo, de buscar a película de atmosfera, ajuda a gente a ter acesso maior a Ídar? Isso tem a ver?

NA: Tem a ver, ajuda sim, e mais, melhora e muito a memória. Pois, a própria consciência passa a crer em seu próprio potencial. O sistema sabe o que fazer. Você não respira? Seu cérebro não funciona? O sangue não transita? Os hormônios não saem de um ponto para agir em um ponto proporcionalmente absurdamente distante?

Grupo: Sim.

NA: É isso. Tudo funciona.

Grupo: E o que acontece com a pessoa mais idosa que começa a esquecer tudo?

NA: Estaríamos sendo altamente inovadores em afirmar que relaciona à velhice? Com o tempo de validade do organismo?

Grupo: mas para de ter acesso a Ídar?

NA: Não, com as modificações orgânicas, a relação mente-organismo também sofre alteração. Não é novidade. Ou seja, não se tem outro exercício disponível e desenvolvido para acessar as memórias de Ídar. Vejamos. As memórias são do ser silosciente, que vive uma experiência duplinada. Isto quer dizer que o organismo interage com a mente, que interage com o organismo. Com o envelhecimento, muitas transformações acontecem e a memória que está em Ídar, pode não ser alcançada por motivos orgânicos, seja de que espécie for a transformação, ou algum tipo de mudança, como uma doença. Mas, as memórias de Ídar estão lá, e em dado momento podem ser alcançadas, desde que tenha os aparatos orgânicos apropriados, ou um desenvolvimento mental capaz de manipular tais memórias. Isto é possível? Sim, mas depende de autoconhecimento, de autodesenvolvimento.

Grupo: porque meus pais são da mesma idade, minha mãe tem memória ótima, melhor do que meu pai e é mais espiritualizada do que meu pai.

NA: Você já criou uma relação de espiritualizada = melhor memória; não espiritualizada = pior memória. Não estamos falando isso.

Grupo: Eu sei é algo que eu estava pensando.

NA: Muito bem.

Grupo: No início da reunião tornei a sentir a dor na base da orelha. Essa dor tem relação com o processo que estou tenho feito…?

NA: Sim, há uma relação direta, por isso foi estabelecida. E o que será tratado no próximo encontro irá lhe trazer uma forma de alcançar as inflamações em alguns aspectos. Os sistemas são interligados. Fizemos um procedimento que fosse mais fácil de ser manipulado por você mesmo. O fato de ser doloroso é apenas uma resposta do canal aberto entre a parte inflamatória e a parte da manipulação mental para essa parte inflamatória. A dor é apenas um reflexo temporário daquilo que foi estabelecido por nossos irmãos, como forma de autocura. É preciso compreender os diversos caminhos da energia e de como o próprio organismo em sua inteligência reage e estabelece referência para uma dada questão que possa ser considerada interferência. A interferência precisa ser emparelhada para que possa ser possível sua solução. Evidentemente, a complexidade maior está na expressão orgânica, ou seja, o seu organismo vai reconhecer a sua própria manipulação energética? Ele tem alto potencial de autoreconhecimento. De certa forma, sabemos que é doloroso, não mais que a dor que possa vir a sentir em decorrência do que acontece. Mas, já notamos uma resposta positiva dos seus braços, ambos, com a sua mente. E isso já é um bom começo. Persista, ame-se e, com todo respeito, não imponha a si mesmo alguma reclamação. Pois, ela pode constituir uma insegurança para si mesmo. E a insegurança leva à dúvida, a dúvida ao isolamento. O sistema se desconecta. Resumindo, encontra-se conectado com o seu sistema. Talvez, para lhe confortar, amorosamente, ponha as mãos e converse com o seu cotovelo. Conversar quer dizer: ‘Como é? Vamos resolver a situação?’ Cofie, traga para si o seu próprio poder. Não é algo extraordinário. Só não é algo treinado. Mas, você pode treinar agora, e mais além e, obtendo o seu sucesso, poderá ter a ti, a sua própria validação, isto é, um aprendizado orgânico. E tem muita importância para o desenvolvimento mental etc. E, espero, que nos compreenda e nos perdoe pela dor. De qualquer forma, agradecemos, pois é uma oportunidade para contribuir e estamos abertos às dúvidas. Mas, aproveite a experiência. Ela pode dar certo. E a probabilidade é maior que 60%. Entretanto, depende 100 % de você. Agradecemos.

Grupo: Agradeço.

C: Queria agradecer as várias frentes de trabalho. É a pressão ocular, arterial, o bruxismo, a pressão tenho conhecido controle…

NA: Estamos ao dispor, pois, muitas vezes, é questão de oportunidade. Mesmo que vocês nos evoquem e atendemos, dentro de nossas possibilidades e com todo amor, a verdadeira face de qualquer questão relacionada ao corpo, à saúde, ao desenvolvimento, depende de vocês. Somos apenas uma pequena ajuda e em algumas situações pode fazer muita diferença. Em outras, talvez nem tanto. Pois, depende de vocês. Espero que compreendam e estamos ao dispor. Podem marcar com o nosso irmão, e ele vos atenderá. Espero, portanto, que a confiança de vocês em vocês mesmos, cada vez mais, possa ser sentida, possa ser alcançada, porque o elemento primeiro é querer. O elemento segundo é treinar e, terceiro, persistir, porque a confiança precisa da persistência para ser treinada. Agradecemos. Paz e Amor.

Grupo: Agradecer pela viagem, por André e Amanda estarem bem, por tudo, e pedir que continuem os acompanhando.

NA: Igualmente agradecemos. Paz e Amor.

Estamos sempre disponíveis. Seja qual for o interesse, iremos dizer alguma coisa que possa somar e ampliar; que possa acolher as dificuldades e aumentar a probabilidade de encontrarem consigo mesmos. A luz do amor tem todo esse potencial, toda essa força e toda essa habilidade. Agradecemos. Paz e Amor. Paz e Amor.